Voltar 

O projecto e impacto da obra
Projecto tão ousado, numa zona de montanha protegida, onde a abundância e beleza de soutos de castanheiros são ímpares, o impacto ambiental e a aprovação pelo Ministério do Ambiente e Ministério da Agricultura, tiveram de ser objecto duma engenharia pormenorizada e altamente especializada, poupando ao máximo as seculares árvores produtoras das castanhas, e conservando a imensa e grandiosa paisagem envolvente.
A obra cujo trajecto foi adjudicado à empresa "Telepheriques et Funiculaires Suisses" sita em Davos, Suiça, obedeceu a todas as exigências dos Ministérios já referidos, e o projecto apresentado virtualmente em computador, excedeu as expectativas de enquadramento e embelezamento do espaço.

As despesas do investimento após demoradas e longas negociações vieram a caber a três entidades:
- Câmara Municipal de Sernancelhe
- Diocese de Lamego, através da representatividade da paróquia local
- Fundos comunitários de apoio ao Turismo.
A exploração e divulgação comercial de toda a estrutura da obra e implementação de espaços de lazer e comercial na zona de circunscrição do Santuário, são da responsabilidade da Autarquia nos primeiros cinco anos, passando para o domínio da comissão Paroquial  posteriormente.
A empresa "Telepheriques et Funiculaires Suisses", iniciou então as obras em Janeiro de 2005 com material totalmente importado da Suiça, o mesmo utilizado no seu País, para a ter concretizada, conforme

 

foi adjudicada, 365 dias depois, totalmente ao pormenor e rigor conforme o solicitado e acordado, responsabilizando então Sernancelhe pelo sucesso e prosperidade do investimento

  Voltar