Voltar 

A Taberna e mercearia do Riquinho

Ponto de encontro para homens, mulheres e crianças.
É a mercearia do Riquinho que, alvo de gulodices, gelados e laranjadas à vista de todos, é ponto de visita e entrada para a pequenada.
É onde mais se encontram as mulheres, que aguardando pacientemente o Sr. Luis André na execução lenta e manual das contas de mercearia, "põem" a conversa em dia.
É o mata bicho de muitos, pois em paralelo com a venda dos produtos alimentares, possui a muito afamada tasca com bom tinto ou jeropiga, e a acompanhar alguns pedaços de presunto, chouriço ou pão com queijo

Por vezes, aos Domingos ou dias de festa, surge a multidão de juventude, ávida por contar à frente dos presente, histórias ou anedotas, ou então, o que já é característico na freguesia de Vila da Ponte, um show de músicos e cantores improvisados, totalmente desconhecedores duma pauta de música, mas que na realidade executam um espectáculo que satisfaz os seus egos, e agrada com galhofadas de riso e alegria os espectadores e clientes presentes.

   

O entusiasmo descontrolado transforma-se em euforia, e quando a bebida sobe à cabeça, surge um outro espectáculo, que então faz do actor um verdadeiro artista cheio de arte e graça

O espectáculo vai tendo os aplausos dos espectadores, e é claro o artista vai dando asas à sua imaginação, procurando os mais diversos meios para continuar a diversão.
Mas, de vez em quando chega-se ao extremo do Sr. Luis André empurrar para fora da sua loja os artistas que se excedem demais, mas estes, já embalados com todo este cenário teatral, vêm cá para fora dar continuidade a este; mas já não conseguem... e então surge o que vemos nas fotografias em baixo:

   

  Voltar